Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Em 1700, foram enviados aos Campos do Buique vários operários e especuladores para a exploração do salitre (minério essencial para a fabricação de pólvora). Em 1752, no entorno duma capela erigida sob o orago de São Félix de Cantalice, crescia um povoado que em 1854 tornou-se Vila e 50 anos mais tarde, virou cidade. Porém, muitos dos fatos ocorridos ao longo do tempo, fragmentaram-se e, se não encobertos pelas areias, foram soprados para longe ou simplesmente abandonados. A arquitetura urbana sofreu grandes modificações, restando algumas pérolas que permitiram a cidade o resgate de parte de sua identidade.  São poucos registros e boas memórias que ainda possibilitam minerar mais fragmentos de um passado quase perdido. Assim, da busca em compreender esse passado, nasce a sigla “Oqqbt?”. Pergunta abreviada que pretende revelar sob várias perspectivas – o que é que Buíque tem?

Assombrações - BuíqueAssombrações: Buíque esconde mistérios que confude até os mais céticos. Seu passado também esconde injustiças e maldições marcadas pela  ira de pessoas ambiciosas e perversas, cujas ações – abriram os portais do mundo subversivo por onde viajam antigos fantasmas que  continuam a assombrar os vivos a beira de estradas, no cimo das serras, em casebres abandonados, debaixo de árvores, em açudes, caminhos e pedras. Para alguns – é tudo fruto da imaginação. Para outros, a realidade e a fantasia caminham lado a lado. Acompanhe “EM BREVE“, as “histórias ou estórias” que habitam ao menos a mente de alguns cidadãos buiquenses.

Vídeos

Visitas

Depoimentos

  • Veronica DantasVeronica DantasPresidente da ADVB-PE

     

    "A forma como o site oqqbt descreve a cidade de Buíque vai além de quaisquer descrições turísticas, geográficas ou históricas. É um olhar transdisciplinar das belezas naturais e peculiares que só um morador dedicado e de visão atenta pode detectar. Em cada assunto abordado, nos dá vontade de conhecer e saborear cada canto da cidade".