Açude da Penha ou Barreiro Velho

Nas primeiras décadas do século XIX até meados de 1854, só era encontrada água potável em Buíque no sítio Cigano,...
Quero ler
Açude da Penha ou Barreiro Velho

Lopo e as minas de prata dos Campos do Buíque

Lopo de Albuquerque da Câmara era pernambucano, nascido em 1651. Filho dos primos Feliciano Dourado e Isabel da Câmara de...
Quero ler
Lopo e as minas de prata dos Campos do Buíque

Uso, comércio e influência do sal buiquense

O termo “sal” é de origem grega: hals e halos, representando sal ou mar. A palavra “halita” é uma derivação...
Quero ler
Uso, comércio e influência do sal buiquense

José Soriano de Souza Neto

José Soriano de Souza Neto nasceu em Buíque no ano de 1895 – ano em que falece seu avô –...
Quero ler
José Soriano de Souza Neto

O vigário caluniador de 1817

Com o término da Revolução Pernambucana de 1817 – último movimento separatista do período colonial, ocorrido na Capitania de Pernambuco....
Quero ler
O vigário caluniador de 1817

Catimbau – um nome de muitas histórias

Catimbau é um termo que pode ser encontrado sob várias definições e está presente em várias regiões do território brasileiro....
Quero ler
Catimbau – um nome de muitas histórias

Padre Jozef Butkiewicz

Jozef Butkiewicz nasceu em 01 de outubro de 1928, em Wazeliski, na Polônia. Era filho de Boleslaw Butkiewicz e Helena...
Quero ler
Padre Jozef Butkiewicz

Vestígios da presença judaica em Buíque

Albuquerque, Andrade, Alves, Araújo, Azevedo, Barros, Bezerra, Brandão, Carneiro, Carvalho, Cordeiro, Couto, Fernandes, Ferreira, Ferraz, França, Freire, Gomes, Lopes, Lucena,...
Quero ler
Vestígios da presença judaica em Buíque

Origem dos nomes Alcobaça e Carneiro

Os povos árabes ou muçulmanos adentraram o território português no ano de 711 e lá permaneceram até 1249. Por séculos...
Quero ler
Origem dos nomes Alcobaça e Carneiro

Barão de Buíque ou Barão do Poço

Poucos cidadãos carregaram em seu sobrenome o nome de Buíque e nenhum deles é tão popular nas pesquisas históricas quanto...
Quero ler
Barão de Buíque ou Barão do Poço

Buíque possui os principais acessos ao Parque Nacional do Catimbau. Cidade rica em história, cultura e arte. Lugar envolto em mistérios que resistem ao tempo e fascinam seus visitantes. Parte de seu passado enevoou-se por longos invernos; fragmentou-se por severas estiagens. Na terra dos extremos, só não é grande quem não sabe admirar sua grandeza. Seus obeliscos naturais retratam na paisagem, memórias e resquícios que pouco a pouco condicionam a montagem de um grande quebra-cabeças. Dos encontros repentinos entre passado e presente, surge  um leque de horizontes e respostas que se fazem diante de uma só pergunta: O que é que Buíque tem?


HISTÓRIA

Lopo e as minas de prata dos Campos do Buíque

Lopo e as minas de prata dos Campos do Buíque

Lopo de Albuquerque da Câmara era pernambucano, nascido em 1651. Filho dos primos Feliciano Dourado e Isabel da Câmara de...
Quero ler
Catimbau – um nome de muitas histórias

Catimbau – um nome de muitas histórias

Catimbau é um termo que pode ser encontrado sob várias definições e está presente em várias regiões do território brasileiro....
Quero ler
Vestígios da presença judaica em Buíque

Vestígios da presença judaica em Buíque

Albuquerque, Andrade, Alves, Araújo, Azevedo, Barros, Bezerra, Brandão, Carneiro, Carvalho, Cordeiro, Couto, Fernandes, Ferreira, Ferraz, França, Freire, Gomes, Lopes, Lucena,...
Quero ler
Origem dos nomes Alcobaça e Carneiro

Origem dos nomes Alcobaça e Carneiro

Os povos árabes ou muçulmanos adentraram o território português no ano de 711 e lá permaneceram até 1249. Por séculos...
Quero ler
A pedra de 1853 que demarcava o patrimônio da matriz de Buíque

A pedra de 1853 que demarcava o patrimônio da matriz de Buíque

A 5 de fevereiro de 2019, por volta das 16h:30min, o Padre Antônio Ferreira e o pesquisador Paulo César Barmonte,...
Quero ler
A revolta dos cavalos em novembro de 1837

A revolta dos cavalos em novembro de 1837

Em 26 de novembro de 1873, o centro de Buíque virou palco de um grande motim. A população revoltou-se contra...
Quero ler
Flagelados da estiagem – Êxodo buiquense

Flagelados da estiagem – Êxodo buiquense

Em 1952, uma estiagem prolongada sinalizava as primeiras migrações em paus-de-arara que seguiam para o sul do país. A zona...
Quero ler
A revolta dos quebra-quilos

A revolta dos quebra-quilos

O termo “quebra-quilos” surgiu em 1871 no Rio de Janeiro, após um episódio em que populares invadiram estabelecimentos comerciais que...
Quero ler
Nicolau Aranha Pacheco e as sesmarias dos Aranha

Nicolau Aranha Pacheco e as sesmarias dos Aranha

Nicolau Aranha Pacheco nasceu em Arco do Vale de Vez (falec. 29 de outubro de 1670) - Portugal. Filho de Pêro...
Quero ler
História da Paróquia de São Félix de Cantalice

História da Paróquia de São Félix de Cantalice

A história de Buíque é um quebra-cabeças e parte de suas peças permanecem escondidas no baú de recordações ou nas...
Quero ler

CANGAÇO

Lampião e seu bando por Buíque, segundo os jornais

Lampião e seu bando por Buíque, segundo os jornais

A história do cangaço impressiona e atrai pessoas de várias idades. Um dos nomes de referência que permeia a imaginação...
Quero ler
Jararaca – o cangaceiro buiquense que virou santo

Jararaca – o cangaceiro buiquense que virou santo

Natural de Buíque-PE, nascido em 05 de maio de 1901. José Leite de Santana, ingressou no Exército brasileiro em 1921,...
Quero ler
Candeeiro – o penúltimo cangaceiro de Lampião

Candeeiro – o penúltimo cangaceiro de Lampião

Na última investida contra o mais forte grupo de cangaceiros da história do sertão, ocorrida na madrugada de 28 de...
Quero ler

VÍDEOS RECENTES


INSTAGRAM


APOIO DE MÍDIA

eccostv
Choque Cultural
San Produções e Eventos - logo