Origem dos nomes Alcobaça e Carneiro

Alcobaça é o nome de uma cidade portuguesa, pertencente ao distrito de Leiria. Está localizada há 92km ao Norte de Lisboa (capital); existe desde os tempos dos Romanos e se constituiu entre os vales do rio Alcoa que em sua extensão, recebe a junção do rio Baça e desagua no Oceano Atlântico. Historiadores defendem que a palavra Alcobaça deriva do topônimo Árabe (al-Qubasha (carneiro); que também pode derivar do latim Helicobatia); Assim, a partir desse termo os rios foram nomeados e consequentemente, a cidade.

A fábrica portuguesa de lenços

Em 1744 foi estabelecida na vila de Alcobaça, a Real Fábrica de Lençaria e Tecidos Brancos de Alcobaça. Que ficou conhecida por seus lenços brancos de algodão com formato quadrangular. A fábrica foi vendida em 1792 e durante a terceira invasão francesa, ocorrida em 1810, foi consumida durante um incêndio.

Um lenço para cheirar rapé

No Brasil, era comum entre os antigos o uso de um lenço conhecido por “lenço de alcobaça” para cheirar rapé (tabaco/fumo em pó), costume trazido pelos portugueses. Na época da colonização, os indígenas cheiravam o rapé para se harmonizar com a natureza durante os ritos de pajelança. Porém, o uso do lenço era uma prática oriunda dos europeus. Ainda hoje os indígenas brasileiros usam o rapé (não com tabaco) mas com alguns compostos de ervas, é sabido que nunca usaram o tal lenço para a prática. Nas aldeias kapinawá,  o alecrim e outras ervas usadas, produzem uma fumaça densa, envolvendo o ambiente à volta.

Alcobaça = Carneiro

Ao contrário do que se imaginava até pouco tempo, o nome “Alcobaça” não deriva do tupi, e sim do árabe, que em sua tradução para o português: “Carneiro”, foi usado para nomear o atual distrito buiquense. É possível que o Alcobaça buiquense tenha sido escolhido em comparação à brancura do famoso lenço da fábrica têxtil portuguesa com a brancura do solo arenoso da região do Parna Catimbau. Ou, por razões ainda mais simples, “Alcobaça e Carneiro” podem ter sido escolhidos graças ao fato de a região ser propícia e ter sido usada para a criação de caprinos.

Não há qualquer referência, anterior a este texto que trate da origem desses nomes. Porém, diante das informações citadas, conclui-se que o distrito do Carneiro e o Sítio Arqueológico Alcobaça, foram obviamente nomeados por portugueses colonos que ali estiveram e que o termo “Al-Qubasha” nomeou os rios Alcoa e Baça; que introduzida no português de Portugal, acabou vindo para o Brasil através dos colonizadores, naturalizando-se neste pedaço de terra brasileira, em solo pernambucano.

SOBRE O AUTOR

Publicitário, especializado em Comunicação Empresarial. Interessado em turismo de aventura, história, cultura, ciência e artes. Nas horas vagas, dedica-se a leitura, pesquisas, registros fotográficos e audiovisuais envolvendo Buíque e o Parque Nacional do Catimbau.

POSTS SUGERIDOS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

error: Página protegida