A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V

  • Saber, entender, conhecer: Coáub
  • Sacudir: Mo-sũ-sung (pron. Mossunssung)
  • Saída das abelhas ou do mel: Eíra-sema
  • Saída dos peixes: Pira-sema
  • Saída: Sema
  • Sair: Sem
  • Sapo: Kururu
  • Sangue: Ugûy
  • Sal: Yukira | no guarany: yique
  • Salvo: Pysyrã-byra (Pysyrã-mbyra)
  • Seco: Tininga
  • Seio: Kama
  • Semelhante: Rana (sentido de mal feito, grosseiro; que parece algo, mas não é como).
  • Senhor: Îara
  • Sentar-se: Gûapyk
  • Seu dizer: I é
  • Seu fruto: I á
  • Seu(s), sua(s); dele(s), dela(s): I [qualificativo possessivo relativo – sempre precede o substantivo]
  • Seu(s), sua(s); dele(s), dela(s): O [qualificativo possessivo reflexivo – sempre precede o substantivo – é usado ao referir-se ao sujeito]
  • Silencioso: Kyrirĩ
  • Sim (exclusivo para homens):
  • Sim (exclusivo para mulheres): Eẽ
  • Siri: Syry
  • Só: nhó-nhó-te
  • Sobrancelhas: Tybytaba
  • Sobrinho: Iyra
  • Sogra (de homem): Aîxó
  • Sogra: T-aîxó (pron. taixó)
  • Sogro (de homem): Atuuba
  • Sol: kûarasy
  • Sonhar: Posaûsub
  • Sua mãe: I sy (pron. i xy)
  • Subir: îe-upir
  • Sujo: Kyá
  • Sumir: Kanhem
  • Surdo: Apysá-eyma

A  B  C  D  E  F  G  H  I  J  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V


Referências:

  • BARBOSA, Pe. A. Lemos. Curso de Tupi Antigo: Gramática, Exercícios, Textos. Livraria São José, Rio de Janeiro, 1956. p. 484.